Amarração com uso de ferro: estruturas de construção

Na hora de reformar ou construir é importante utilizar materiais que otimizam o trabalho.

Para quem está pensando em construir imóveis, ou em qualquer parte do país, algumas técnicas estão cada vez mais sendo utilizadas por arquitetos e engenheiros na hora de planejar uma obra.

Quando você se depara com o projeto, encontra o termo cinta de amarração, você sabe o que é?

Sabe como funciona essa técnica para melhorar a estrutura da sua construção?

Se você quer tirar todas as suas dúvidas na hora de construir ou reformar, continue lendo esse post e entenda melhor como usar a estrutura de ferro para garantir a qualidade da sua obra.

O que é a cinta de amarração

Em termos práticos, a cinta de amarração faz parte dos elementos que compõem a estrutura de uma edificação plana ou quando não será construída uma laje acima.

Como o próprio nome indica, esse elemento amarra ou prende a alvenaria utilizada nessa construção. Portanto, prende os tijolos e o concreto para que possam trabalhar de forma conjunta, conferindo maior solidez para a obra.

A cinta é a construção de uma viga que deve ser formada em toda a extensão da parte que está sendo construída, e deve fica acima da alvenaria.

Via de regra é possível encontrar no andar terreno das edificações ao menos duas cintas de amarração, normalmente a primeira instalada à uma altura de 1,10m do solo e a segunda no dobro a altura, 2,20m.

Você pode observar as casas, por exemplo, na sua maioria elas são térreas ou pequenos sobrados e o acabamento externo evidência essa cinta de amarração, onde são utilizados efeitos decorativos para mostrar a diferenças de ambientes ou até então dos andares da casa.

As características da cinta de amarração

Na hora da construção, é importante levar em consideração algumas dicas de experientes engenheiros e arquitetos. Na fundação e estrutura de uma obra, não vale a pena economizar na obra! Por isso, é recomendado que a cinta de amarração seja feita na parte final das paredes, na última carreira de tijolos e concreto para deixar mais sólida a obra.

Lembre-se que é imprescindível construir a cinta utilizando uma canaleta feita de tijolos, onde serão fixadas ao menos duas barras de ferro e o resto do espaço será completamente preenchido com concreto. Isso garante que as paredes tenham mais força e firmeza para suportar toda a estrutura.

Nessa hora é preciso cuidar também da parte elétrica! Por isso, é preciso deixar o espaço correto para colocação dos canos e eletrodutos no interior da cinta de amarração.

Também é preciso deixar o local exato para a instalação das portas e janelas, por meio das vergas. Via de regra elas possuem um vão de 20 centímetros para cada lado. Somente depois de todos os detalhes alinhados que é possível concretar as cintas de amarração em definitivo.

Diferenças entre as ferragens na construção civil

Procurar por um dos apartamentos à venda pode ser uma opção mais cara, mas que faz com que o cliente não precise se preocupar com a obra! Algumas pessoas preferem pagar por um imóvel que já esteja pronto do que planejar e construir a sua casa de acordo com as suas necessidades.

Mas se você não se enquadra nesse perfil e prefere realizar o sonho de construir um imóvel com o tamanho, detalhes e acabamentos do jeito que sempre idealizou, preparamos algumas dicas sobre os tipos de ferragens que são utilizados na construção civil para te ajudar a entender melhor oque compõe a estrutura da sua obra.

Vergalhões

Mesmo que você seja iniciante nessa área da construção, em algum momento você pode ter ouvido falar nos vergalhões. São várias barras de ferros que são entrelaçadas e utilizadas como elemento principal da estrutura e armadura de uma obra.

Para fazer toda a armação é necessário utilizar os vergalhões de 2,4mm ou de 4mm de diâmetro, de acordo com o perfil da obra que está realizando. É preciso ficar atento para a resistência do vergalhão.

Afinal, para construir um prédio é necessário um tipo de material, que é definido de acordo com o peso da estrutura. Diferente de quando está sendo construída uma casa de apenas um pavimento, por exemplo!

Os vergalhões são essenciais na obra porque podem ser utilizados para fazer a amarração dos variados componentes estruturais como: pilares, vigas, lajes, fundação e a contenção. As barras longitudinais são dobradas de acordo com a fundação e estrutura da obra que está sendo construída.

Telas soldadas nervuradas

Esse material é de fundamental utilização em uma obra. As telas podem ser encontradas com diferentes espessuras de diâmetro, de acordo com as necessidades, e a sua malha em formato retangular ou quadrado são eficientes na montagem de lajes, pisos concretados, paredes, piscinas, entre outros locais de alto desempenho.

Treliças nervuradas

Esse elemento é fundamentalmente utilizado na construção das lajes treliçadas. Elas são construídas a partir de um fio longitudinal superior e mais dois fios inferiores. A distância entre eles é definida pelo uso de estribos.

A sua utilização é recomendada para facilitar o manuseio e reduzir o consumo do aço na construção da laje, além de conferir mais agilidade durante a obra.

Arame recozido

Esse material é produzido a partir de baixos níveis de carbono e confere maleabilidade para as construções. São utilizados para a montagem e fixação na estrutura de concreto das obras dos mais variados portes.

Outra característica importante desse arame é que além de simples manuseio é fácil de ser dobrado ou torcido, o que permite maior possibilidade de moldar a estrutura.

Esses são alguns tipos de ferros utilizados na construção de civil que facilitam a vida de quem está construindo ou reformando. Antes de decidir qual material comprar é preciso seguir as indicações do engenheiro e do arquiteto da obra para não errar na hora de levar o produto ideal para sua construção.

Que tal, gostou deste artigo sobre a amarração com uso de ferro? Então aproveite a visita para compartilhar este texto com os seus amigos. Afinal, para quem está pensando em construir ou reformar a casa é sempre importante conhecer um pouco mais sobre o assunto!

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top